COMPARTILHE
tropa de choque

Um acervo composto por ilustrações de renomados cartunistas brasileiros como Laerte, Glauco, Henfil, Chico Caruso, Fortuna, Jaime Leão, Gilberto Maringoni, entre outros, sobre a trajetória do movimento sindical no País compõe o projeto ‘Traços da Resistência: organização e disponibilizaçãodas ilustrações da Oboré Editora’, um dos 117 aprovados pela 17ª edição do Rumos, programa do Itaú destinado para fomento da produção artística.


Com a proposta de preservar o material por meio da digitalização e catalogação, a iniciativa abarca mais de 4,5 mil desenhos de artistas que colaboraram com a Oboré Editora. Para que o público tenha acesso aos documentos, o acervo ficará disponibilizado para consulta no Centro de Documentação e Memória da Unesp (Cedem), na Praça da Sé, região central de São Paulo.

O material é inédito e composto, em grande parte, por ilustrações originais, além de reproduções e esboços. As peças foram criadas ao longo das décadas de 1970 e 1980 e incluem charges, tirinhas, histórias em quadrinhos, vinhetas de divulgação e caricaturas.

Direito das Mulheres
Henfil

Sob custódia do Cedem desde 2005, o acervo pertenceu originalmente à Oboré Editora, que, nas décadas em questão, foi notória na elaboração de projetos da mídia impressa para diversas instituições do mundo do trabalho.

Assim, o material permite um vislumbre do que foi uma parte decisiva da história política do Brasil, principalmente da resistência à ditadura civil-militar por meio da imprensa alternativa e combativa que contribuiu para a formação política de movimentos sociais.