COMPARTILHE

São muitas as pesquisas acadêmicas que versam sobre o tema da educação. Com o objetivo de aproximar pesquisadores e fomentar mais estudos na área, a Rede Nacional de Ciência para Educação (Rede CpE) e o Instituto Ayrton Senna lançaram a Plataforma Ciência para Educação (CpE).


Gratuita, a ferramenta permite buscar e visualizar dados de pesquisadores doutores atuantes no Brasil, cujas linhas de pesquisa tenham aplicação ou interface com a aprendizagem e o ensino. É possível localizá-los individualmente ou por grupos de pesquisa.

Entre as informações cedidas estão os temas de pesquisa, a área do conhecimento, o coeficiente de produtividade e o grau de colaboração entre eles.

Os dados são disponibilizados por meio dos acervos da Plataforma Lattes e do Banco de Teses e Dissertações da CAPES, que contam com mais de 5 milhões de perfis acadêmicos cadastrados.

A criação da plataforma é resultado de um projeto de mais de um ano que mapeou esses perfis para constituir um Censo Nacional de Ciência para Educação. O censo levantou cerca de 25 mil perfis de pesquisadores brasileiros com estudos com aplicação em educação.

Com o invento da Plataforma CpE, a ideia é que mais estudos multidisciplinares surjam, aproximando o que acontece nos laboratórios e centros de pesquisa da realidade da sala de aula.