COMPARTILHE
O líder norte-coreano, Kim Jong-un, em evento oficial com militares

Ouvi dizer que no mês passado a Coreia do Norte explodiu uma bomba atômica. É verdade isso?


Ainda não se sabe, mas tudo indica que sim. Um tremor de terra de 5,1 na escala Richter foi detectado em 6 de janeiro perto de Punggye-ri, uma região onde a Coreia do Norte já realizou testes com armas nucleares. Segundo sismólogos (profissionais que estudam os movimentos na superfície do globo terrestre) da Coreia do Sul, esse tremor provavelmente foi causado por uma bomba atômica.

Por que a Coreia do Norte explodiria uma bomba atômica assim, do nada?

Não sei se você sabe, mas a Coreia do Norte está em guerra com sua vizinha do sul desde 1950. Houve uma guerra de fato, chamada Guerra da Coreia, que teve combates durante três anos. Mas os dois países nunca assinaram um tratado de paz. Ao lado da Coreia do Norte estava a União Soviética, enquanto junto com a Coreia do Sul estavam os Estados Unidos. Por isso, existe um clima de tensão entre os dois países. Essa bomba pode ter sido uma tentativa de intimidar os sul-coreanos e os Estados Unidos.

A bomba deles é perigosa?

Não se sabe muito sobre que tipo de tecnologia o país tem, já que se trata de um regime muito fechado. A Coreia do Norte é uma ditadura, e as informações do governo não são repassadas aos cidadãos nem à imprensa mundial. Mas, sim, se for verdade o que o governo norte-coreano declarou (que o país desenvolveu a tecnologia da bomba de hidrogênio), é necessário que as autoridades mundiais fiquem atentas.

O que é uma bomba de hidrogênio? Qual a diferença dela para uma bomba atômica?

A bomba de hidrogênio é um tipo de bomba atômica, só que mais poderosa. As outras armas nucleares são baseadas na destruição de átomos (conhecida como fissão nuclear) e causam menos estragos.

Por que a Coreia é tão fechada?

Porque depois da guerra com seu vizinho do sul, o país se isolou do mundo. Querendo evitar a influência americana, a Coreia do Norte proibiu seus cidadãos de viajar, fazer ligações telefônicas para fora do país e de acessar a internet. E assim tem sido durante as últimas décadas. Os estrangeiros só podem visitar se obtiverem autorização do regime. E, enquanto “passeiam” pelo país, são acompanhados por funcionários do governo o tempo todo.

Vai ter guerra por lá?

Difícil dizer que sim ou que não. Como eu já disse, faz décadas que os dois países vivem essa tensão. Mas é bastante preocupante saber que os norte-coreanos possuem armas de destruição em massa.