COMPARTILHE
Sala de aula vazia
Dois em cada três meninos que deixaram de estudar responsabilizam o trabalho e mais de um terço das meninas fora da escola eram mães

O Brasil tem hoje 1,3 milhão de jovens entre 15 e 17 anos fora da escola, segundo a última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) do IBGE. O perfil deles, no entanto, difere. Muitos, por exemplo, sequer concluíram o Ensino Fundamental. O dado alarmante é fruto do estudo Aprendizado em Foco, feito com base no cruzamento de dados disponibilizados pela Pnad pelo Instituto Unibanco.


De acordo com a análise, 52% dos jovens que não concluíram o Ensino Médio e estão fora da escola interromperam sua educação antes de finalizarem o Ensino Fundamental.

tabela1

O estudo também mostrou que, no caso das meninas, a gravidez foi a principal dificuldade que levou à evasão, enquanto entre os meninos a necessidade de trabalhar pode ser apontada como a maior motivação para eles terem deixado a sala de aula.

Dois em cada três meninos que deixaram de estudar estavam trabalhando ou procurando trabalho, enquanto mais de um terço das meninas fora da escola eram mães. As jovens mães que persistiram nos estudos representam apenas 2%.

tabela2

Outras razões apontadas como causa para a evasão escolar são: a repetência e o desinteresse do jovem pela escola, motivados pela baixa qualidade do ensino e por um currículo pouco flexível.

A íntegra do boletim pode ser acessada pelo site do Instituto Unibanco.

Leia também: Cresce o número de jovens brasileiros com Ensino Médio completo