COMPARTILHE

A ação de um colégio particular de Florianópolis viralizou nas redes sociais. O Colégio Antônio Peixoto, que atende cerca de 600 alunos do berçário ao Ensino Médio, publicou em seu perfil no Facebook um recado aos familiares, dada a proximidade da entrega dos boletins de notas dos alunos do primeiro bimestre.


O texto pede aos pais e responsáveis que não desqualifiquem seus filhos caso eles não tenham atingido as melhores notas. “Se o seu filho (a) tiver obtido as melhores notas, isso será incrível! Mas se ele ou ela não tiver conseguido, por favor, não tirem deles a confiança e dignidade”, diz a publicação.

Leia Também:
Família e escola, uma parceria

“Façam isso e vejam seus filhos conquistarem o mundo. Uma prova ou nota não tirará deles o seu talento”, traz outro trecho do texto.

A coordenadora da unidade, Claudia Rosa, explica que a escola atua no sentido de não minimizar o desempenho dos estudantes pela nota.

“Buscamos valorizar as potencialidades, olhar para o erro como algo construtivo. Ele é um diagnóstico de onde precisamos agir para apoiar cada aluno a se desenvolver. A educação é um processo e ela se constrói também a partir do erro. Ainda estamos muito presos à cultura do dez “, explica a educadora.

Leia Também:
Por que ouvir a comunidade escolar?

Também chama a atenção o seguinte trecho da publicação: “Lembrem-se que entre os estudantes desta sala há um artista que não precisa entender nem de Matemática. Há um empreendedor que não se importa nem um pouco com História ou Literatura”.

A educadora afirma a importância das escolas apoiarem o percurso dos estudantes. “Eles são únicos. O aluno que se tornou advogado não é mais importante daquele que escolheu ser contador”, afirma.

Claudia explica que as notas têm que estar inseridas dentro de valores, “os alunos têm que se destacar por todo um conjunto, senão isso pode ficar pesaroso. Não adianta nada tirar 10 em Ecologia e arrancar as plantas do pátio, ou ir bem em uma prova de Matemática e não saber calcular o troco na vida real”, reforça.