COMPARTILHE

Considerado o Nobel da literatura infanto-juvenil, o Prêmio Hans Christian Andersen em toda a sua história – iniciada em 1956 – premiou apenas um brasileiro na categoria Ilustração: Roger Mello, que teve sua obra merecidamente consagrada em 2014.


A maestria com que Roger combina forma e conteúdo salta aos olhos em Griso, o único, publicado originalmente em 1997 e que chega agora aos leitores em nova edição pela Global Editora.

Com ilustrações baseadas na arte universal, a obra narra a história de Griso, o último dos unicórnios, que sai em uma aventura pelo mundo em busca de um igual.

A cada virada de página, um estilo artístico diferente que nos remonta a distintos momentos históricos e suas culturas, entres eles arte germânica, surrealista, africana, indiana, persa, renascentista e medieval. Um livro que volta às estantes para nos lembrar da também unicidade do talento do ilustrador.

griso-capaGriso, o único
Autor e ilustrador: Roger Mello
Global Editora, 2015