COMPARTILHE
Hong Kong

No pós-Segunda Guerra Mundial (1939-1945), o vigor econômico de Hong Kong reverberou também no cinema, dando origem a um dos mais fortes polos de produção da Ásia. Filmes de artes marciais, policiais e aventuras foram o seu principal cartão de visita, mas houve espaço também para a revelação de diretores importantes no circuito autoral, como Wong Kar-wai (Amor à Flor da Pele) e Wayne Wang, a quem coube fazer uma delicada análise da transição política no território em O Último Entardecer (1997).


Leia também: Rap cinematográfico

Ambientada do início de janeiro até o fim de junho de 1997, a trama acompanha o adeus dos habitantes do território ao controle do Reino Unido e as expectativas pelo que aconteceria a partir de 1º de julho, com a China retomando o controle da antiga colônia britânica sob o lema “um país, dois sistemas”. Com esse pano de fundo, desenrola-se uma história de amor não correspondido entre um fotógrafo inglês (Jeremy Irons), que descobre ser portador de uma doença grave, e uma jovem chinesa (Gong Li).

Amargurado em virtude das circunstâncias pessoais e também das públicas, o fotógrafo sai então às ruas, com uma câmera de vídeo, para registrar Hong Kong antes que “acabe”, na suposição de que o seu cotidiano viria a ser desfigurado pelas novas coordenadas políticas. Wang costuma trabalhar nos EUA, onde realizou Cortina de Fumaça (1995) e Sem Fôlego (1995) em parceria com o escritor Paul Auster, mas seu coração (ou ao menos uma parte significativa dele) mora em Hong Kong, como O Último Entardecer deixa bem claro.

A Condessa de Hong Kong (1967)
O último filme de Charles Chaplin 
(1889-1977) como diretor traz a atriz italiana Sophia Loren no papel de uma condessa russa que se hospeda em um navio de luxo ancorado em Hong Kong com o objetivo de estender a viagem até os EUA. No caminho, ela envolve-se com um diplomata (Marlon Brando), cuja mulher vai parar no navio.

Amor à Flor
da Pele (2000)
Nascido em Xangai, o diretor Wong Kar-wai cresceu e fez carreira em Hong Kong, que ele recria, com base em detalhada reconstituição de época, em sua “época de ouro”, nos anos 1960. Dois vizinhos, ambos casados, se apaixonam. Hong Kong aparece em diversos outros filmes de Kar-wai, como Dias Selvagens (1990) 
e Amores Expressos (1994).

Conflitos Internos (2002)
Suspense policial sobre a corrupção em Hong Kong. Um integrante de gangue infiltrado na polícia e um policial infiltrado na gangue sabem que o outro existe, mas não sabem quem ele 
é e precisam descobrir antes que sejam desmascarados. 
A refilmagem norte-americana, Os Infiltrados (2006), de Martin Scorsese, ganhou o Oscar de melhor filme.