COMPARTILHE
Exposição MAM
Fotografia do artista cego esloveno Evgen Bavcar

Qual o papel da arte na educação de um indivíduo? A exposição Educação como matéria-prima, em cartaz no Museu de Arte Moderna (MAM) de São Paulo, entre 27 de fevereiro e 5 de junho, mostra como essa relação é indissociável. Em outras palavras, evidencia como toda experiência artística tem seu viés pedagógico e vice-versa.


Idealizada para comemorar os 20 anos do setor educativo do museu, a mostra propõe uma reflexão sobre como esses campos têm sido compreendidos erroneamente de forma isolada ao utilizarmos o conceito de educação como sinônimo de escolarização e o de arte apenas como a produção de objetos para contemplação.

Para mostrar essa relação de complementariedade, a exposição reúne artistas nacionais e internacionais que utilizam o processo de ensino e aprendizagem como matéria-prima para suas obras.

Exposição do MAM
Obra com neologismos impressos em tapetes do artista Jorge Menna Barreto

Dessa maneira, a exposição conta como os museus são também espaços de educação e como os visitantes, ao entrar em contato com a arte, refletem sobre questões cotidianas, estimulam um pensar mais livre e, portanto, tornam-se mais aptos para intervir na sociedade.

Todas as obras foram ativadas ao vivo em frente ao público. Entre a expografia, há telas, instalações, videogames, proposições de exercícios e objetos. A curadoria é de Felipe Chaimovich, curador do MAM, e Daina Leyton, coordenadora do setor educativo do museu. A entrada custa 6 reais e é gratuita aos domingos.

Saiba mais
Educação como matéria-prima
Museu de Arte Moderna de São Paulo
Tel. (11) 5085-1300