COMPARTILHE

Dublado por Selton Mello, o protagonista da animação brasileira Uma História de Amor e Fúria é caracterizado como um resistente – alguém cuja canoa insiste em navegar contra a corrente. Personagem fantástico calcado na mitologia indígena, ele tem 600 anos de idade e participou de momentos-chave da formação e do desenvolvimento do Brasil, que ocupam três episódios do filme.


Leia também: O Menino e o Mundo, um filme simples e poético

No primeiro, ambientado no século XV, índios das etnias tupinambá e tupiniquim enfrentam-se em um combate violento. O segundo nos leva até a balaiada, em 1838, no Maranhão. Um novo salto no tempo conduz a trama ao fim dos anos 1960, quando militantes de esquerda combatiam a ditadura.

É no quarto e derradeiro episódio, no entanto, que o diretor Luiz Bolognesi (roteirista de Bicho de Sete Cabeças e As Melhores Coisas do Mundo, ambos dirigidos por sua mulher, Laís Bodanzky) faz um prognóstico do futuro, ao imaginar como seria o Rio de Janeiro de 2096. Uma cidade assustadora, em que a desigualdade social se aprofundou, as milícias expandiram seu poder e a água potável tornou-se o bem mais valioso.

“Esse prognóstico é resultado de um diagnóstico”, explicou Bolognesi na época do lançamento nos cinemas. “O aquecimento global era chave de nossas pesquisas sobre o futuro. A água é o primeiro tema das discussões ambientais. Os recursos hídricos estão sendo contaminados. Tudo precisará ser filtrado. Essa me pareceu a grande questão no fim do século XXI.”

DVDs/Filmes sobre recursos hídricos

Erin Brockovich (2000)
Julia Roberts ganhou 
o Oscar de Melhor 
Atriz ao interpretar a personagem verídica 
do título, mãe solteira 
e desempregada que, ao trabalhar como assistente em um escritório de advocacia, envolve-se em uma grande causa contra a companhia de energia elétrica que polui propositalmente 
a água de uma região 
na Califórnia.

Acquaria (2003)
A dupla Sandy e Júnior Lima protagoniza uma superprodução brasileira de ficção científica, dirigida por Flavia Moraes e ambientada em um futuro distante, no qual os recursos naturais do planeta foram dizimados e as populações sobreviventes lutam, sobretudo, para obter o produto mais raro de todos: água potável.

Quantum 
of Solace (2008)
No penúltimo longa-metragem da franquia James Bond, o agente 007 (Daniel Craig) entra no caminho de um empresário “verde” (Mathieu Amalric) que, embora adote a postura pública de defensor da sustentabilidade, atua nos bastidores para destruir recursos hídricos e possibilitar que suas empresas faturem com isso.

*Publicado originalmente em Carta na Escola