COMPARTILHE

A Virada Educação chega a São Paulo na sexta 20 e sábado 21. Com o mote “Resistir até Modificar”, o evento propõe o repensar da apropriação dos territórios e visa uma comunidade mais conectada capaz de reconhecer os processos de ensino aprendizagem em diversos espaços da cidade.


Programadas para a região da Consolação, zona central da cidade, as ações envolverão ao menos seis escolas, além de equipamentos como bibliotecas e teatros.

Na sexta, estão previstas algumas travessias de uma escola a outra, e também das escolas a equipamentos públicos, ocasiões em que será incentivado o aprender na cidade.

A Emei Armando de Arruda, localizada na República, inicia às 7h uma caminhada em direção à Emei João Theodoro, no Parque da Luz; no mesmo horário, a Emei Gabriel Monteiro Lobato faz o percurso até a Emei Gabriel Prestes.

Há outros deslocamentos previstos e ainda rodas de conversa, intervenção poética nos muros das escolas e contação de histórias. Veja a programação completa da sexta 21.

No sábado, as atividades continuam com oficinas de ritmo e musicalidade, cupcakes, e debates como “Como resistir aos muros e retrocessos na educação infantil?” O encerramento está previsto para as 18h30. Confira a programação completa do sábado 21.

As atividades são gratuitas e os interessados devem apenas comparecer ao local e horário previstos para as ações.