COMPARTILHE

Estão abertas até o dia 10 de julho as inscrições para a 5ª edição do Prêmio Nacional de Educação em Direitos Humanos, iniciativa que visa promover projetos que ajudem a construir uma nova percepção de mundo, com respeito à diversidade, à convivência pacífica e ao exercício da liberdade.


Podem se inscrever trabalhos concebidos e executados por instituições que tenham data de início anterior a janeiro de 2017 e que esteja em desenvolvimento no momento da inscrição. É possível participar nas seguintes categorias: Educação Formal, Organizações da Sociedade Civil e de Educação não Formal; e Secretarias de Educação e Secretarias de Direitos Humanos ou homólogas.

Para tanto, os interessados devem preencher a ficha de inscrição, apresentar o trabalho escrito e um vídeo sobre o projeto e com a opinião dos participantes, de duração máxima de 5 minutos.

Entre os prêmios entregues aos vencedores estão: diploma, troféu e uma viagem para participar no Seminário Internacional de Educação em Direitos Humanos, nos dias 23 e 24 de novembro de 2017, em Bogotá, Colômbia.

Também há uma novidade. Este ano, o Prêmio Nacional de Educação em Direitos Humanos será a etapa brasileira para a segunda edição do Prêmio Ibero-americano de Educação em Direitos Humanos. Por essa razão, os participantes também podem ser indicados para concorrer a uma premiação de 5 mil dólares.

A iniciativa é coordenada pela Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI) junto ao Ministério da Educação e ao Ministério dos Direitos Humanos; também é patrocinada pela Fundação SM e conta com apoio do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).