COMPARTILHE
Créditos: EBC

O que o plano de governo de Jair Bolsonaro (PSL) diz sobre Educação? Quais as propostas de políticas educacionais defendidas pelo ex-ministro Fernando Haddad (PT)?


E no âmbito do governo do Estado? Quais as propostas de educação de João Dória (PSDB) e de Márcio França (PSB)? É possível colocá-las em prática nos próximos quatro anos?

Com o intuito de fazer uma análise crítica das propostas oficiais apresentadas ao TSE pelos candidatos à presidência e ao governo de São Paulo, a professora Iracema dos Santos Nascimento, do Departamento de Administração Escolar e Economia da Educação da FEUSP, em parceria com a Campanha Nacional pelo Direito à Educação, realiza na quarta-feira 24 a mesa redonda “O Futuro da Educação Brasileira e Paulista”.

Leia Também:
Debater política em sala de aula é imprescindível

Segundo Iracema, numa eleição polarizada como esta, é importante que os eleitores tomem decisões conscientes baseadas em informações e propostas concretas. “O que estamos propondo é a análise dos programas oficiais apresentados pelos candidatos ao TSE, em uma discussão comprometida com o direito à educação e não comprometida com um ou outro candidato”, afirma.

Gratuito, o evento conta com a participação da coordenadora da Ação Educativa, Denise Carreira, do professor adjunto no Centro de Ciências Naturais e Humanas da Universidade Federal do ABC, Fernando Cássio, do professor associado da Faculdade de Educação da USP, Roberto da Silva, e conta com a mediação do coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara.

O debate acontece na Faculdade de Educação da USP, às 18h, na Av. da Universidade, 308 – Cidade Universitária.